Páginas

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Bulimia e anorexia: fique atento!

BConheça os sintomas desses graves transtornos alimentares e saiba como ajudar quem passa pela situação
A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que cerca de 1% da população do planeta sofra com os transtornos alimentares, sendo as mulheres 90% das vítimas. “Não é possível termos um número exato, uma vez que, infelizmente, muitas pessoas que sofrem com a doença não procuram ajuda médica”, explica Joana de Vilhena Novaes, psicanalista e especialista em distúrbios de beleza.

A bulimia pode acontecer em qualquer idade da vida adulta, enquanto a anorexia ocorre, principalmente, entre os 15 e 25 anos. Mas é entre as adolescentes que os transtornos fazem suas maiores vítimas. “Isso ocorre porque, durante essa fase, as garotas têm necessidade de aceitação em um grupo com o qual se identifiquem, e a opinião dos amigos se torna extremamente importante. Além disso, nessa época, os hormônios entram em ação, provocando grandes transformações no corpo”, conta a psicanalista. Porém, as dificuldades familiares, bem como os problemas de baixa autoestima e de distorção da própria imagem corporal – ou seja, ter uma imagem sobre o corpo diferente da real, enxergando-se com mais peso do que realmente tem –, também são fatores que influenciam o desenvolvimento dessas doenças. “Para piorar, a sociedade hoje supervaloriza o corpo magro, colocando-o como ideal máximo de beleza”, comenta Joana.

Essas doenças são preocupantes e, se não tratadas a tempo, podem trazer consequências graves ao organismo. Por isso, saber identificá-las é importantíssimo. “Familiares e amigos do paciente precisam reconhecer o transtorno para poder pedir ajuda profissional”, explica a psicanalista.

A anorexia

É caracterizada pelo medo de engordar, ainda que o paciente esteja muito abaixo do peso ideal. Em razão disso, a pessoa impõe a si mesma uma rígida dieta de restrição alimentar. Entre os sintomas, pode-se apontar, além do emagrecimento drástico, queda de cabelo e da temperatura do corpo, ressecamento das unhas, perda de tecidos ósseos e irregularidades cardíacas. Nas mulheres, a anorexia pode desencadear a interrupção do ciclo menstrual e a infertilidade. O anoréxico precisa de tratamento urgentemente, pois corre o risco de morrer devido à desnutrição.

A bulimia

Transtorno no qual o paciente ingere a comida, mas, logo em seguida, se sente culpado e apavorado com a possibilidade de engordar. A saída que encontra, então, é tomar laxantes ou provocar vômitos, para evitar o aumento do peso. Outros pacientes, no entanto, fazem exercícios físicos obsessivamente e passam por longos períodos de jejum.

Ao contrário dos anoréxicos, os bulímicos não são pessoas exageradamente magras, pois, em geral, têm o peso compatível com sua altura. Porém, o organismo do bulímico sofre com a falta de nutrientes, resultando em osteoporose, irregularidades cardíacas, queda de cabelo e da temperatura do corpo, além de dores abdominais e inflamações.


Procure ajuda

– A família deve observar se o adolescente – especialmente as meninas – disfarça o baixo peso usando roupas largas e se recusa a participar das refeições em casa.

– Busque ajuda profissional. O tratamento exige o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, composta por médicos, psicólogos e nutricionistas.

– Os familiares devem colaborar e apoiar o paciente nas dificuldades que ocorrerão durante todo o tratamento.
– Fuja dos padrões estéticos impostos pela sociedade. Valorize a beleza real e verdadeira e aprenda a admirar seu biótipo!

http://www.guiademidia.com.br/acessar3.htm?http://www.divaonline.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz. Comente.
Sua opinião é importante.
Obrigada.