Páginas

sábado, 18 de fevereiro de 2012

NÃO FIQUE JULGANDO NINGUÉM NO CARNAVAL!



http://1.bp.blogspot.com/-2tImzjbME4o/TsQGRF_2RiI/AAAAAAAAAQg/C3sCRX-yPdY/s1600/Julgar.gifOntem já começaram os festejos de Carnaval por todo Brasil. Então, quero que você preste bem atenção ao que vou dizer hoje. Mas antes, um pouco de história não nos fará mal nenhum.

O carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Tem sua origem no passado, onde as pessoas jogavam uma nas outras, água, ovos e farinha. O período do Carnaval era marcado pelo "adeus à carne" ou "carne vale" dando origem ao termo "Carnaval".

Durante o período do Carnaval havia uma grande concentração de festejos populares. Em geral, o Carnaval tem a duração de três dias, os dias que antecedem a Quarta-feira de Cinzas. O carnaval acontecia num período anterior à Quaresma e, portanto, tinha um significado ligado à liberdade. Este sentido permanece até os dias de hoje no Carnaval. Em contraste com a Quaresma, tempo de penitência e privação, estes dias são chamados "gordos", em especial a terça-feira. É por isso que essa festa também ficou conhecida como a Festa da Carne.

Pois bem, se você pensa que eu agora vou criticar ou julgar aos que estão participando desta festa hoje, engana-se! E sabe por quê?

O apóstolo Paulo deixou uma coisa bem clara para todos nós cristãos: “Pois com que direito haveria eu de julgar os de fora? Não julgais vós os de dentro? Os de fora, porém, Deus os julgará.” (1 Coríntios 5:12-13).

Não sou eu quem julgará as atitudes daqueles que não temem a Deus. Isso cabe somente a Deus. O que eles fazem ou deixam de fazer ficará entre eles e o Senhor.

Fico extremamente chateado quando vejo e ouço pessoas que se dizem cristãs orando para que Deus mande muita chuva e impeça os desfiles de Carnaval. Pior ainda é ver outros com um certo “sorrisinho” quando tragédias acontecem nas grandes cidades nessa época do ano e proclamando sem piedade que isso são “os juízos de Deus”. Elas esquecem que Deus não tem prazer na morte de NINGÚEM!

São pessoas que agem com infantilidade e sem amor e compaixão como Tiago e João agiram quando quiseram orar para que fogo do céu caísse sobre os samaritanos que não queriam ouvir a mensagem de Jesus.


Agora, quando atitudes carnais são vivenciadas no meio daqueles que se dizem “povo de Deus”, então sim, devemos exortar as pessoas que estão cometendo esses atos para que busquem o arrependimento.
Mas, gostaria de compartilhar algo que me deixa muito mais triste do que a festa do Carnaval praticada pelos que não conhecem a Deus.

O que mais me deixa triste são as atitudes de certas pessoas que se dizem cristãs, mas que vivem sisudas, fechadas, sem nenhum sorriso no rosto. Pessoas que nunca parecem estar alegres ou que pensam que a alegria ou o riso não podem fazer parte da vida cristã. Pessoas que pensam que santidade e seriedade são as mesmas coisas. Pessoas que não celebram a vida e nem as bênçãos que Deus nos concede. Pessoas que colocam um adesivo no seu carro dizendo “SORRIA, JESUS TE AMA!”, mas que parecem elas mesmas estarem sempre emburradas com a vida e com os outros. E ainda ficam bravos quando são chamados de “crentes chatos”!

Essas pessoas me deixam profundamente tristes. Estude a Bíblia e veja quantas Festas o Senhor ordenou que o Seu povo celebrasse lembrando sempre da Sua bondade. Celebrar a vida é uma das ordens que mais percebemos dentro da Palavra de Deus.

“Vai, pois, come com alegria o teu pão e bebe gostosamente o teu vinho, pois Deus já de antemão se agrada das tuas obras. Em todo o tempo sejam alvas as tuas vestes, e jamais falte óleo sobre a tua cabeça. Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias da tua vida fugaz, os quais Deus te deu debaixo do sol; porque esta é a tua porção nesta vida pelo trabalho com que te afadigaste debaixo do sol. Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque no além para onde tu vais, não há obra, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.”
Eclesiastes 9:7-10

Prestou atenção? Salomão deixou bem claro que a vida foi nos dada como dom de Deus e ela deve ser celebrada. Sim, a vida deve ser vivida no temor do Senhor, mas deve ser vivida. Não adianta só trabalhar e não gozar do fruto do nosso trabalho e também do tempo que o Senhor nos dá nesta terra.

“Ainda que o homem viva muitos anos, regozije-se em todos eles, contudo deve lembrar-se de que há dias de trevas, porque serão muitos. Tudo quanto sucede é vaidade. Alegra-te, jovem, na tua juventude, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade; anda pelos caminhos que satisfazem o teu coração e agradam aos teus olhos; sabe, porém, que de todas estas coisas Deus te pedirá conta.”
Eclesiastes 11:8-9

Guarde esse conselho de Salomão. Viva a vida com intensidade, mas procure sempre glorificar a Deus em tudo quanto fizer e o faça com temor e tremor.

Eu te convido hoje não para celebrar a festa da carne, mas sim, para Celebrar a Festa da Vida, a vida abundante que está em Jesus Cristo (João 10:10).

Deus te abençoe!

Sérgio Müller

E-mail: sergio.muller@superig.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz. Comente.
Sua opinião é importante.
Obrigada.