Páginas

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Como Jesus Cura as Decepções


 http://api.ning.com/files/fhe-3eQ-M5utmQnRUvJNu4r69o*FndFBeShPujoMAprQ-piQOrLXV2Gkw8-x1VHUzmqx*EWW2-Sm6lHL1Vc7E4K5V77Tu5yY/vindeamim.png
 
Por Djalma Toledo.
..."E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo. E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são?
O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.
Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda.

Logo aquele homem ficou são; e tomou o seu
leito, e andava. E aquele dia era sábado." (João 5: 1-9)
"Depois disto havia uma festa entre os judeus, e Jesus subiu a Jerusalém. Ora, em Jerusalém há, próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres.

Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados, esperando o movimento da água.
Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse. E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo. E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são?
O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.
Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda.
Logo aquele homem ficou são; e tomou o seu leito, e andava. E aquele dia era sábado." (João 5: 1-9)

Quando leio esse texto e penso na vida desse homem, um homem que a trinta e oito anos estava no mesmo lugar, sofrendo da mesma enfermidade, um homem que via dia após dia a vida passar pelos seus olhos. Esse homem não tinha como se mover dali, e a bíblia fala que na verdade ele não tinha ajuda, não tinha quem o ajudasse, nem ajudasse ele a descer no tanque por primeiro, porque havia pouca ajuda por ter uma quantidade de enfermos muito grande, então a necessidade era muito grande naquele lugar, ao ver a história desse homem fico pensando na frustração de vida dele, fico pensando na dor que ele sentia por dentro.

Nós somos muito felizes irmãs, muito mais felizes do que imaginamos!!

Nós temos lutas? Claro que temos, mas quando eu olho a vida deste homem eu posso dizer: - Aqui está um homem decepcionado. Quando pego o resumo da história deste homem, desta palavra, eu começo a me transportar eu voltar para o meu gabinete aonde atendo tantas pessoas durante o dia, durante tantos anos e aonde sei que existe tantas pessoas decepcionadas assim como ele.

É interessante que em função de todo esse processo comecei a estudar a respeito da decepção e cheguei a uma conclusão, eu li isso, não inventei isso, li sobre isso não sei aonde, mas uma coisa que é verdade é que toda decepção é fruto de uma expectativa. Você não se decepciona se você não tiver expectativa. Você só se decepciona, quando você tem expectativa, nós podemos entender esse conceito assim: Só decepciona a gente as pessoas que a gente gosta, gente que a gente nutre uma expectativa de que ela vai fazer algo bom para nós, de que é possível fazer alguma coisa positiva, você não espera ser decepcionado por alguém que já trama contra você porque você já sabe que essa pessoa está tramando contra você.

Queridas, o inimigo, a pessoa que não gosta da gente, o adversário, nunca vai te decepcionar por que é isso que ele faz e você já espera isso dele. As pessoas que a gente mais ama são as pessoas que mais tem capacidade de nos decepcionar e de nos fazer sofrer. Mas porque? Porque a gente ama elas. É o filho, é o marido, é uma mãe ou pai, é o líder do grupo familiar, é a igreja! E se existe algo que é capaz de decepcionar a gente é a igreja porque são duas alegrias você vai na igreja e recebe um conforto muito grande, estava debaixo da graça e da unção daquele culto maravilhoso mas quando você sai pela porta do templo você encontra uma pessoa que já vira a cara para você, ou já te dá uma informação torcida, já pisa no seu pé, já reclama,  você vai no estacionamento o pneu do teu carro tá furado, etc... É impressionante como o diabo tenta tirar aquilo que você ganha na igreja. Eu tenho uma técnica na minha vida que é o seguinte: Domingo na minha vida é um dia santo, santo, santo, tão santo que se eu pudesse não conversava com ninguém só com Deus! Se existe um dia que o diabo ataca a vida dos pregadores é no domingo! Porque ele quer que você vá para o culto zangado, chateado.

São as pessoas que a gente convive no dia-dia é que são as pessoas que embora não propositalmente, mas são as pessoas que nos fazem sofrer, não que elas queiram mas a vida é assim, é dentro da sua própria casa, a pessoa que a gente mais discute, que mais chateia a gente é quem dorme na mesma cama que a gente. Porque a gente não abre mão de jeito nenhum dessa pessoa, você pode fazer uma lista que você vai ver isso, mas também é essa pessoa que dorme ao seu lado que está mais próxima de você é a pessoa que mais te ama, que mais te dá carinho, é a vida! A vida é assim! Só que nem sempre é tão fácil lidar com a decepção embora a gente saiba de tudo isso.

E nesse texto podemos ver algumas coisas que Jesus faz para curar a decepção. Algumas coisas que Jesus ensina neste texto para você ser curada de decepção, tendo em vista que se você não está decepcionada, é bem provável que você fique daqui a pouco!

Primeiramente eu quero falar sobre três tipos de decepção que possivelmente esse homem vivia e que possivelmente nós somos passíveis de vivermos.

A primeira decepção é a decepção com a vida.

Se existe algo que nos decepciona é viver, você fica decepcionado porque não concluiu o curso que você queria, fica decepcionada porque você não conseguiu dar a educação que você gostaria para seus filhos, você fica decepcionada porque você não consegue satisfazer o seu marido, não é que você não consiga, mas é que por mais que a gente se esforce, tem coisas que você faz o melhor que você pode e você chega a conclusão no final do dia, no final do relacionamento que você não conseguiu!! E nem sempre é fácil lidar com isso, não é fácil lidar, às vezes queridas nós damos o melhor de nós, a melhor intenção e quando você chega lá na frente você diz: - Meu Deus, dei tudo que eu podia e nem assim eu consegui alcançar esse alvo!!

A vida, o fato de viver traz consigo uma possibilidade enorme de se decepcionar consigo mesmo, com o próprio viver e é por isso que pessoas mais fracas querem acabar com sua vida porque não conseguem lidar com as decepções dela!

São pessoas fracas e para essas pessoas Jesus tem solução. Mas às vezes nós que somos fortes com Cristo também entramos em crise, dá uma pane, dá um acesso, que parece que a gente não vai agüentar mais! A menos que você seja muito religioso, muito mais crente que eu!

Porque tem horas que não agüentamos mesmo, que dá vontade de desistir, que as nossas forças se esvaem e se você olhar na bíblia raramente você vai olhar um personagem que não passou por este momento, no momento do esgotamento espiritual, do esgotamento físico e emocional. A gente não é fraco ao ponto de tirar a nossa vida por que tememos a Deus e sabemos que Ele tem um propósito, mas dá aquele desânimo, dá aquela decepção, principalmente algo que está escrito neste texto que diz que este homem estava decepcionado porque já havia muito tempo que ele estava ali, ele estava trinta e oito anos vivendo aquilo! Quem é que agüenta uma situação dessas, viver trinta e oito anos do mesmo jeito sem mudar, aja força de vontade, aja fé!!!

A minha mãe orou quarenta e dois anos para o meu pai mudar, para ele se converter e vi quantas vezes que ela ficava esgotada de tentar ver se meu pai mudava, não no comportamento dele como homem e nem como pessoa, mas no relacionamento dele com Deus! Graças a Deus meu pai é um homem de caráter, não bebe, não fuma, nunca traiu a minha mãe, não é disso que estou falando, estou falando de um desejo do coração dela porque ela sabia que um homem sem Deus não adianta ter caráter, sem Deus o caráter termina aqui e minha mãe queria mais do que uma boa vida aqui, minha mãe queria e quer morar eternamente com meu pai no céu e por isso ela ficou quarenta e dois anos clamando a Deus pela vida dele. Não foi um ano nem dois não, tem gente que me pergunta. Tem gente que pensa em desistir porque está orando pelo seu marido há dez anos e até agora nada, e eu digo vai fundo porque tem tempo ainda!

Queridas quando a gente passa muito tempo esperando algo e não acontece a bíblia diz que a esperança retardada adoece o coração, quando a esperança custa a vir o coração fica doído, fica adoecido como diz em Provérbios: "A esperança quando custa a chegar ela adoece o coração e ela traz decepção".

Possivelmente esse homem primeira coisa que decepcionava a vida dele é que ele vivia o mesmo problema há muito tempo e não tinha solução ele estava decepcionado com a vida. E talvez queridas em alguma área das suas vidas vocês estejam vivendo algo semelhante a isso. O filho que há anos que você ora e que não muda, o marido que há anos você ora e não consegue mudar, ou alguma situação com você mesma, algo que você gostaria de mudar em você mesma e há anos você está vendo isso passando dias e você de repente já fez votos, oração, jejum ou até ofertou para isso e aí mudou por algum tempo, mas voltou novamente naquela mesma situação. Quantas coisas a gente luta por um longo tempo em uma caminhada muito demorada, quando é por muito tempo adoece o coração porque traz desânimo, traz decepção.

A vida tem habilidade de nos decepcionar principalmente quando aquele problema perdura por muito tempo.

Segunda coisa que nos decepciona muito são pessoas.

Esse rapaz paralítico que estava ali, ele não já era tão novo assim e quando Jesus pergunta para ele se ele quer ser curado e ele diz que até gostaria ser, mas não tinha ninguém para ajudar ele a entrar no tanque quando o anjo descia para sacudir as águas e isso já fazia trinta e oito anos!

Talvez no passado algum voluntário até tenha tentado ajudar ele, mas vez após vez em meio a todo aquele esforço vem um outro e caia antes dele.

E este homem já estava decepcionado com a vida e com as pessoas que por estarem ali tão próximas dele e não o ajudaram naquilo que lhe era mais importante.

Pessoas tem a habilidade de nos decepcionar e às vezes isso é real, existem pessoas que entram na nossa vida e nos decepcionam.

E a terceira coisa que normalmente nos decepciona bastante, e aí temos que ter coragem para admitir isso é quando estamos decepcionadas com Deus.

E isso é pesado porque muitas vezes temos aquela capa de religiosos que não podemos falar mal de Deus e aí a gente acaba não admitindo isso, mas lá no fundo depois de trinta e oito anos, um é curado, o outro é curado, o vizinho é curado, e isso tudo acaba levando agente a pensar, porque Deus não me curou ainda??

Nesse texto não diz isso, mas com certeza esse homem pensou: Deus não gosta de mim, porque se Ele gostasse de mim eu já estaria curado. Deus cura o fulano e não cura a mim!! Porque?

Queridas a gente consegue lidar com isso por um tempo e aí a gente diz assim: - É verdade, Deus tem filhos prediletos!

Embora a gente não ponha um punhal no coração de Deus, embora a gente não verbalize isso diante Dele, faz pouca diferença porque não é o que você fala para Deus que conta, porque Ele não olha a aparência, mas sim aquilo que está dentro de você.

Sabe porque amadas? Porque nós somos religiosos demais para chegar diante de Deus e dizer: - Deus estou decepcionada com o Senhor. - Eu sei que lá no fundo o Senhor não tem culpa de nada, mas eu estou!

E mesmo já fiz isso algumas vezes em minha vida!! Eu digo para Deus: - Vamos começar a conversar, a culpa não é sua, mas que eu estou decepcionado eu estou.

É verdade!!! E uma das coisas que eu, mas amo da bíblia é que Deus só começa a mudar aqueles que lidam com Ele com sinceridade. Talvez você entenda agora porque que Jesus faz algumas perguntas sem nexo. Ele chega para o paralítico e pergunta: - O que você quer que eu te faça? - Me cure. É óbvio!!!

Ele chega para o cego e pergunta a mesma coisa. É óbvio que ele quer a cura!

Então porque que Jesus faz algumas perguntas óbvias?

É para que você possa expressar a sinceridade do seu coração. Deus trabalha em cima de sinceridade do nosso coração.

Muitas vezes você percebe isso.

Tem uma situação lá em São Paulo que está perdurando por quatro anos. Nós tínhamos uma pessoa que estava na igreja até os dias de hoje, uma pessoa firme, fiel, nos ajudava no ministério com as famílias, junto ao cordão de três dobras, ela não perdia um culto e lidera até hoje um belo grupo, um dos melhores grupos familiares. E essa mulher perdeu um irmão de uma maneira brusca, absurda, e ela chega no enterro do seu irmão, e quando estava alí enterrando ele de repente  veio um tiro, uma bala perdida não sei da onde e acerta bem no pai dela e mata ele, no meio do velório do irmão dela,  dentro do cemitério e mata o pai dela bem ali. Essa mulher saiu de um velório para fazer outro no dia seguinte e uma semana depois ela descobre que o marido dela estava com câncer. E não passa muito tempo a filha dela fica grávida solteira, uma menina com 17 anos de idade!! Essa mulher simplesmente surtou, você conversa com ela e ela dentro do seu coração diz assim: - Porque que Deus me abandonou? Ela vai a igreja todos os domingos, mas perdeu o ânimo perdeu a alegria de servir a Deus.

Com que ela está zangada? Ela sabe que Deus não é o culpado, mas ela está zangada com Deus. Lá no fundo queridas, de vez em quando a gente fica meio "de bico" com Deus. A gente só não fala porque a gente tem que ter coragem para poder falar algumas coisas.

E existem três coisas que eu vejo neste texto que produziram decepções naquele homem e que certamente produzem decepções na vida de qualquer pessoa, qualquer ser humano. A vida, Pessoas e Deus.

Nem sempre a vida tem culpa, nem sempre as pessoas tem culpa, nem sempre Deus tem culpa, mas decepcionam.

Mas não importa porque é que chegou a decepção, o meu objetivo é como é que nós curamos a decepção.

Sendo em que área que for, com motivo ou não, com razão ou não, se ela chegou, não importa por que caminho, mas como é que nós podemos curar? Esse é o tema que nós queremos ministrar.

COMO JESUS CURA AS DECEPÇÕES

Para que Jesus possa curar as decepções da nossa vida ou da vida de qualquer pessoa que você estiver ajudando existe alguns princípios neste texto.

Jesus só cura quando uma pessoa entende um princípio que é o de entender que Ele, Jesus está vendo hoje. Hoje Jesus está vendo a sua decepção.

A bíblia diz no versículo de número 6: "E vendo Jesus"...

Primeira coisa que precisamos entender é que não importa o que você esteja vivendo, Jesus está vendo! Ele está vendo!

Nada passa desapercebido aos olhos de Jesus, nada! A sua dor Jesus está vendo.

Segunda coisa que precisamos entender para sermos curados das decepções é que Jesus não só vê a nossa decepção, mas Ele sabe também qual é a sua decepção.

E a terceira coisa que você precisa entender para ser curada das suas decepções é saber que Jesus não só vê e sabe qual é a nossa decepção e dor, mas Ele está interessado nelas.

Ele tem interesse, está interessado, Ele sabe exatamente a onde está a sua dor. É por isso que Ele pergunta para aquele homem se ele queria ser curado. Só pergunta quem está interessado em resolver.

Porque tem gente que não quer ser curado das decepções, mas cabe a você decidir se deseja ser curada ou não!

Por isso Jesus nos pergunta: - Queres ser curada ou não?

Saiba que hoje você pode ser curada. Em Jeremias 32:17 diz: "Por acaso existe algo demasiadamente difícil para Deus?"

Será que existe alguma coisa em sua vida que é difícil demais para o Senhor resolver?

Queres ser curada?

Se você não admitir que está decepcionada Jesus não poderá te curar.

Cristianismo não é a solução para os nossos sentimentos oprimidos, mas você precisa assumir que você tem problemas e decepções mesmo sendo uma cristã.

Você precisa ser humilde o suficiente para reconhecer que precisa de ajuda, independente da sua posição na igreja, independente de quem você é, admita que você precisa de ajuda que não é auto-suficiente, uma super crente!

Decida ser curada em nome de Jesus!

A quarta coisa que você precisa entender é que Jesus precisa que você tome uma decisão para ser curada.

Jesus disse: - Toma o teu leito e anda!

Era o homem que precisava decidir obedecer a ordem de Jesus, Jesus já tinha autorizado ele a fazer isso.

Assim como Jesus já autorizou você a se levantar dessa situação, cabe a você essa decisão, não endureça o seu coração, não permita que a religiosidade de se fazer de super crente impeça você de admitir que está prostrada porque se você não admitir isso não há nada que Deus possa fazer por você.

Toma o teu leito, chega, basta se você quiser que esta escuridão chamada decepção acabe em sua vida.

O pior problema da sua vida é ficar acusando pessoas, culpando a vida, culpando a Deus dessa forma você não se levantará!

Quanto tempo mais? Queres ser curada? Levanta-te!!!

Sabe qual é o grande problema da decepção é que ela paralisa a sua vida e por isso as coisas não dão certo e você perde dias e até anos preciosos por causa dela.

A bíblia diz que aquele homem imediatamente tomou seu leito e levantou.

E eu profetizo isso em sua vida, se você quiser hoje termina isso em nome de Jesus!



Mensagem ministrada por Djalma Toledo no culto de mulheres em 17/03/2010.



http://abba.org.br/2009/index.php?option=com_content&view=article&id=1052:como-jesus-cura-as-decepcoes&catid=97:mensagens-projeto-ester&Itemid=255

Um comentário:

Faça um blogueiro feliz. Comente.
Sua opinião é importante.
Obrigada.