Páginas

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Série Salmo 23: Parte 7 - AINDA QUE EU ANDE PELO VALE DA SOMBRA DA MORTE, NÃO TEMEREI MAL NENHUM, PORQUE TU ESTÁS COMIGO


http://3.bp.blogspot.com/-DLVIcvcAUgc/T0e4MdYa64I/AAAAAAAAAgI/1LcM_Otgsqs/s1600/ainda+que+eu+ande+pelo+vale+da+sombra+e+da+morte.jpg

Desejo contar aqui uma ilustração acerca de uma senhora que recebeu a notícia de que seu filho fôra morto. Então ela ficou desesperada.

Fechou-se no quarto e não quis receber ninguém.

Seu pastor foi visitá-la. Sentou-se a beira do leito, mas ela se recusou a dar-lhe atenção. Ele ficou em silêncio durante algum tempo e depois começou a dizer: “O Senhor é o meu pastor, nada me faltará.” E recitou todo o salmo, frase por frase, com voz suave e calma. E aquela mulher o ouviu.

Quando ele chegou a este verso, que tem grande poder reconfortante, ela começou a recitar juntamente com ele; “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo.” Quando terminou, ela sorriu debilmente e disse: “Agora, parece que tudo mudou.”

Henry Beecher disse que o Salmo 23 é o rouxinol do livro de Salmos. O canto do rouxinol nunca é mais belo do que numa noite escura. Para a maioria dos homens, a morte é o fato mais terrível.

Após um culto fúnebre, alguém se aproximou de mim, e disse-me: “O senhor já oficiou muitos destes cultos. Será que isto não se tornou uma rotina para o senhor?” A resposta é não. A gente nunca se acostuma com a morte. 

Cada uma é um acontecimento diferente.

Nos a enfeitamos com flores e coroas, e cantamos belos hinos, mas nem mesmo as flores e a música podem transformar uma sepultura num lugar de festa. A morte nos torna temerosos. Nós nos sentimos sozinhos e desamparados.

É certo que a expressão “vale da sombra da morte” não significa apenas morte física. Ela já foi traduzida como “o corredor sombrio”, e compreende todas as experiências duras e terríveis da vida.

Alguém já falou do vale da sombra da morte, um vale que existe na Palestina, e vai de Jerusalém ao mar Morto. É uma trilha estreita e perigosa que corta as montanhas. Sendo um caminho árduo, é muito fácil uma ovelha precipitar-se ribanceira abaixo e morrer.

É uma viagem difícil que ninguém deseja fazer. Contudo as ovelhas não a receiam. Por que? porque sabem que o pastor vai com elas.

E para nós há os momentos sombrios da vida, os quais todos temos que atravessar. A morte é um deles. Desilusões são outros destes momentos. A solidão é outro. E há vários outros ainda.

Já conversei com muitas pessoas que estavam atravessando o “vale das sombras”, e disse-lhes que procurassem um lugar e ficassem a sós com Deus. Disse-lhes que parassem um pouco de lutar; que esquecessem por instantes das circunstâncias adversas da vida; que impedissem a mente de se preocupar com o amanhã, com o ano seguinte, com o futuro.

Pare um pouco. fique quieto, em silêncio, e, mesmo que esteja dentro deste “corredor sombrio”, você sentirá uma presença estranha e maravilhosa, e a sentirá mais fortemente do que antes. Muitas pessoas me contaram que sentiram esta presença —  que ouviram o canto do rouxinol —  em meio à escuridão.

Onde quer que a trilha da vida me leve, eu não temerei nada, disse Davi. E milhares e milhares de outras pessoas também já se libertaram desse medo. Como? “Tu estás comigo.” Há um grande poder nesta presença.

A Psiquiatria de Deus -
Fórmulas Seguras para se conseguir
manter a saúde mental e espiritual
Charles L. Allen


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz. Comente.
Sua opinião é importante.
Obrigada.