Páginas

domingo, 7 de outubro de 2012

Algo para se sonhar a dois.

Por Pastor Ismael.

http://1.bp.blogspot.com/-M5-D60aU4-c/UFzBXCQie3I/AAAAAAAABE4/UiaDK0osUqI/s1600/casal-3.png
Mesmo depois que os casais se rendem e abraçam a fé no Senhor Jesus, infelizmente algumas mudanças que seriam necessárias em nível de caráter, de atitudes, de comportamentos, acabam não acontecendo e assim,  aquilo que eles poderiam desfrutar na vida a dois não chega até eles. Falta paz, falta alegria e o distanciamento entre eles vai aumentando cada dia mais e assim vivem uma vida medíocre.

Veja, houve um tempo em que Deus se alegrava tanto com o primeiro casal que vinha estar com ele no Jardim do Éden, ao final da tarde, na viração do dia. Eles eram transparentes, estavam nus e não se envergonhavam de nada, não havia razões para a confusão. E Deus se regozijava neles.

Mas com o pecado, à medida que os anos se passavam, os casais foram se distanciando do plano original, vieram os desvios no casamento e hoje nós estamos reproduzindo algumas coisas que vimos nossos antepassados  fazerem.

Nós também praticamos desvios, uns  mais graves , outros menos, mas enfim, todos erramos com nosso cônjuge.Uma simples grosseria entre  eles já é um desvio. E se não houver uma escolha, uma determinação de mudança, então, estaremos propagando o mal de geração em geração.

Penso que cada casal cristão deveria ter como um sonho  a vontade de resgatar essa alegria em Deus,  esse prazer que um casal pode provocar Nele. Penso que deveríamos lutar com todas as nossas forças, fazer investimentos para que os desvios deixassem de acontecer, e assim  Deus poderia estaria com eles em maior intimidade e  proximidade.

Interessante que é nesse sentido o apelo de Paulo à Igreja de Éfeso, onde no capítulo 4 ele  fala sobre mudanças necessárias no caráter dos irmãos, quem roubava não deveria roubar mais, quem mentia não deveria mentir mais, e outras  práticas malignas deveriam ser abandonadas. O ódio deveria ser deixado, todos deveriam tomar cuidado com o pecado da boca, da acusação, e o amor ser buscado como algo novo, em mudança de comportamento.

Os cristãos deveriam, na verdade, abandonar por completo as práticas do velho homem, daquele que não se regenerou, e adotar condutas de um novo ser, homens e mulheres transformados à partir da renovação da mente, do modo de pensar.

Creio que esse é o recado de Deus para os casais cristãos: Tem que haver mudança!! Não podemos continuar reproduzindo os desvios que são próprios do velho homem, como o adultério, a poligamia, a redução da esposa a condição de objeto, a agressividade, as brigas, os enganos, as trapaças, a pornografia, o divórcio descabido e abusivo e outros mais.

Eu acredito ser  possível resgatar  o  regozijo de Deus,  possibilitando que Ele venha estar com o casal na viração do dia, quem sabe no quintal de sua casa, ou na sua sala de estar, ou ainda, no quarto do casal. Onde se encontrar um casal apaixonado, que não se agride,  e se amam com profundidade, então, ali o Senhor estará com eles.

O marido seria aquele que se satisfaz sexualmente com sua própria mulher, que ama estar com ela, somente com ela, com um compromisso firme, para toda uma existência. Ele seria o promotor do bem estar dela, tratando-a com carinho, com doçura, sem medo de perder sua autoridade, afinal,  qual mulher não gostaria de  ter um homem assim ao seu lado, um protetor e provedor,  um homem que a ame, que a trate com delicadeza e bondade, que faz dela uma rainha.

A esposa seria a mulher de provérbios 31, uma mulher moderna, que olha para dentro de sua casa, se preocupa com o bom andamento da família antes de qualquer coisa, à começar pelo bem estar de seu marido, ao qual honra e lhe dá dignidade. Uma mulher criativa,  que tem seus empreendimentos fora do lar, entretanto, sem transferir responsabilidades domésticas para outros, sem terceirizar aquilo que lhe é próprio.

As esposas devem se lembrar que foram enviadas por Deus para o marido, portanto devem ser dignas disso, ela deve ser o melhor de Deus para ele. O homem, por sua vez, deve se perguntar se também é um grande marido ou não.

E assim, os dois juntos,  pertencendo-se , cuidando-se  mutuamente,  se satisfazem,  se complementam e cumprem com  o papel esperado por Deus, de representá-lo nesta terra,  de gerar filhos poderosos, gente boa, gente bonita espiritualmente, gente trabalhada no seu caráter, gente para povoar o céu.

Pense comigo, o Brasil está se transformando num país evangélico, mas e daí, as coisas continuam como dantes, a maldade, a falta de amor, a violência contra a esposa, o adultério, o adultério virtual, o divórcio, o abandono da família,  estão todos aí, presentes nas vidas das pessoas, inclusive na vida dos crentes.

Voltar a ser um casal que agrada a Deus, esse é um motivo para se sonhar, um desafio , um sonho para toda uma vida, um sonho que traz Deus para mais perto.

Pense nisso.... faça algo, ... mude,... provoque mudanças... para o  bem do casal e para o regozijo de Deus. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz. Comente.
Sua opinião é importante.
Obrigada.