Páginas

terça-feira, 16 de setembro de 2014

“Não Desperte o Amor” por Nicole Whitacre

Uma mãe nos escreveu com a seguinte pergunta:
“Eu tenho uma filha de 15 anos, uma jovem mulher que tenta viver segundo os princípios bíblicos. Você tem algum conselho para nós em relação a esta fase da sua vida onde ela está muito consciente de homens jovens e percebendo as qualidades bíblicas e caráter deles, mas também ainda está na fase de crescimento, amadurecimento, término da escola … na fase de ‘casamento é no futuro’? Como podemos ajudá-la a guardar o seu coração? Manter suas emoções sob controle?”

Como minha mãe sempre lembrava a mim e às minhas irmãs: gostar de meninos é normal! Deus nos fez para ser atraídas pelo sexo oposto. E conforme uma jovem cresce em feminilidade, esses desejos certamente se tornarão mais evidentes.

E como é maravilhoso que a sua filha se sinta atraída por um caráter divino em homens jovens e não se encante simplesmente com aparência ou personalidade. Isso é um sinal de que ela foi treinada por seus pais para discernir o que é verdadeiramente admirável em um homem.

No entanto, também temos a advertência poética e ainda solene do Cântico dos Cânticos: “Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo, que não acordeis, nem desperteis o amor, até que este o queira.” (Cântico dos Cânticos 3:5), seguido do santo pressuposto em 1 Coríntios 7, que “a mulher, tanto a viúva como a virgem, cuida das coisas do Senhor, para ser santa, assim no corpo como no espírito;” 1 Cor 7:34.

Na adolescência, o fato de Deus ter nos criado como mulheres para serem atraídas por homens, assim como a admoestação bíblica para guardar nossos corações até o momento apropriado, devem permanecer em constante e saudável tensão. E sua filha vai precisar da sua ajuda para fazer isso!


Para começar, minha mãe iniciou uma conversa comigo e com minhas irmãs sobre rapazes; consistentemente perguntando quem nos atraía e por quê. “Ser atraído não é um pecado”, ela nos disse. “Mas entregar-se a pensamentos sobre eles, mudar o comportamento em torno deles, permitindo-lhes que se distraiam da sua busca por Deus e do serviço a outros é errado.”

Pureza era para ser a nossa busca constante; a Bíblia nos exorta a “fugir paixões da mocidade” (2 Tm. 2:22). Através de conversas constantes sobre nossos corações, nos ajudando a evitar situações que nos tentam a ter pensamentos impuros ou ações, e uma dieta constante da Palavra de Deus sobre este assunto, mãe e pai foram a nossa maior ajuda em nossa busca pela pureza.

No entanto, não foi só sobre “fugir das paixões.” Mamãe nos ajudou a ver que, além de lutar pela pureza, também devemos estar ocupadas perseguindo as coisas de Deus. Ficar sentada tentando não pensar sobre um cara só tem eficácia limitada; mas uma jovem que está ocupada servindo a Cristo não terá muito tempo para saciar suas emoções. Então me deixe encorajá-la a ajudar a sua filha a encontrar formas que ela possa usar seus dons espirituais, servindo no lar e na igreja.

Por fim, até que um jovem tenha manifestado interesse em nós, mamãe nos ajudou a manter os pés firmemente plantados no chão: “Pense nele como o marido de outra pessoa”, ela dizia. “Você não iria considerar adequado sonhar ou fantasiar sobre um homem casado. E o mais provável: este cara que você gosta vai se casar com outra mulher um dia. Suponha que ele não vá ser o seu marido, a menos que ele torne suas intenções conhecidas”. E para a sua filha de 15 anos de idade, esse tempo estará, provavelmente a alguns anos de distância.

Há muito mais que poderia ser dito sobre esse assunto. Eu praticamente nem comecei e essa já é uma longa postagem. Eu quero recomendo três livros Joshua Harris: Eu Disse Adeus ao Namoro, Garoto Encontra Garota, e Not Even a Hint.

Eu oro para que estas poucas dicas, e mais importante, que esses recursos úteis, lhe sirvam, no sentido de ajudar a sua filha a andar pelo caminho da pureza em toda a sua adolescência!
___________________
b2d307377c700a7f023599.L._V341005666_SX200_*  Este é artigo foi publicado originalmente no site GirlTalk traduzido e publicado em português conforme autorização das autoras do site.
** Nicole Whitacre é esposa e mãe de quatro filhos. Ela é filha de C.J. e Carolyn Mahaney e é co-autora dos livros Girl Talk (publicado em português pela Editora Monergismo sob o título Papo de Garota), Shopping for Time e True Beauty. Ela tem um blog com sua mãe e irmãs no GirlTalk, um blog sobre a feminilidade bíblica.
*** Tradução: Bruna Bugana

Um comentário:

  1. Muito bom, Amei essa postagem, me foi muito útil já que tenho uma adolescente para orientar sobre este assunto.
    Vou procurar os livro indicados também.
    Deus abençoe!!

    ResponderExcluir

Faça um blogueiro feliz. Comente.
Sua opinião é importante.
Obrigada.